top of page
Buscar
  • Foto do escritorLuiz Antônio Gaulia

Uma comunicação que educa.


A fórmula das marcas invencíveis, aquelas que souberam vencer crises ao longo dos anos é a prontidão para as ameaças e riscos capazes de dilapidar seu valor. E uma comunicação permanente e ágil que não seja reduzida a canais de informação, mas se revele enquanto um processo de educação de todos, isso mesmo, todos, na empresa é uma alavanca de criação de valor compartilhado.


Todos devem saber como se comportar diante de clientes, de acionistas ou quaisquer stakeholders sedentos de informação em momentos de crise, on-line ou off-line e que se mostram cada vez mais complexas e até ambíguas num mundo com nervos digitais à flor da pele.

A comunicação sempre teve forte viés educacional.

Agora, ela ganha importância redobrada no mundo de redes, de conexões nas chamadas mídias sociais:

  • O branding como construção de uma marca admirável fortalecendo a reputação da empresa enquanto negócio valioso não só para seus acionistas mas para uma rede ampla de stakeholders.

  • A sustentabilidade e a jornada #ESG como uma atividade rentável, segura para as pessoas que nela trabalham, ambientalmente correta e de eficiente governança corporativa - honesta e coerente com seu discurso e seus valores.

  • A comunicação que integra pessoas, educa e engaja toda a organização numa direção desejada, em busca de um propósito em comum.

Branding + reputação + comunicação = Inseparáveis.

Cada uma delas afeta e é afetada pela outra.

Esta visão integrada facilita a decisão de gestores diante de problemas e crises, ou oportunidades – desde que tenham conhecimento e consciência.

O conhecimento e o aprendizado fazem com que tenhamos mais habilidade e competência para lidar com variáveis cada vez mais complexas e que não dependem apenas da decisão de um único líder, mas são afetadas pelas decisões gerais de cada gestor ou até mesmo de um único empregado, terceirizado ou contratado.

Eu estou falando de um mindset de inteligência corporativa cujas conexões entre dados, informações, riscos e vantagens competitivas serão identificadas através de uma fluidez de comunicação capaz de educar as pessoas para perceberem e entenderem sua responsabilidade para o êxito de longo prazo.

Para alcançar o auge de uma sabedoria organizacional que vai gerar mais admiração para a marca, uma reputação positiva e mais sólida, a sustentabilidade de lucros e a prosperidade, o progresso para um número maior de stakeholders. Através de conversas mais produtivas, sem barreiras e com maior liberdade de expressão se facilitará o entendimento coletivo de frentes necessárias para o sucesso da empresa e do negócio.

Para alcançar metas, vencer desafios, superar crises. Sempre através das suas #pessoas.


Luiz Antônio Gaulia.

9 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page